terça-feira, Julho 22, 2014

Ser-se feliz com pequenas coisas é muito fácil

Adoro fazer compras no comércio tradicional, a ajuda experiente das drogarias e das lojas de ferragens, da sapataria, da loja de roupa, da engomadoria, da mercearia e da padaria.
Amo andar sob o sol de Lisboa de loja em loja, entrar no talho, e depois numa loja de queijos e de vinhos e aviar o jantar com que mimo os amigos.
Deliro com as piadas, as conversas de bairro, as coscuvilhices das velhotas e as festas aos meus cães nos mercados de rua.
Fico extasiada quando reparo que estacionei o carro no domingo à porta no domingo e não tive mais necessidade de lhe pegar até sexta à tarde.
Tenho a sorte incrível de viver num dos melhores bairros de Lisboa, com uma qualidade de vida inacreditável e uma segurança que desconhecia.
Conheço os meus vizinhos todos, a senhora da farmácia e a moça do cabeleireiro que tem um yorkshire, a dona da loja de antiguidades que tem um retriever chamado Baltazar e o senhor Pedro do bar de gin e o senhor António da loja de francesinhas e o senhor Sebastião do Indiano.
Sou a gaja com mais sorte do mundo, pa!

domingo, Julho 20, 2014

O meu delicioso sábado

Acordei cedo e fui ao IKEA buscar os parafusos do sofá.
(Já habemus sala de jantar também!)



 Montei o filha da mãe, arrumei mais umas caixas e fiz um bacalhau à gomes sá.
O mano veio almoçar e acompanhou-me ao bairro das estacas pra uma sessão de teatro ao ar livre - celebrações do Teatro Maria Matos - ver na página deles, oh fais favô.
Pois foi mesmo muito giro e estava carregado de gente gira pucanina que quis brincar com os meus 3 estarolas (sim, que eles também foram! E portaram-se lindamente!) e que esteve muito animada a ver o Afonso e a Catarina na sua máquina do tempo.


E acabado o teatro fui tratar de mim como prometido e entreguei-me nas mãos da manicura e da pedicure.
A seguir fui ter a casa da minha Martinha e seu gaijo, onde passei o serão com duas cachopitas, uma de 6 e outra de 2, as coisas mai lindas de tódó universo! 
E dançamos, todos juntos e foi ... família no seu melhor. 
Amanhã vou acabar de arrumar a tralha.
E depois posto fotos como deve ser.
Tou morta, mas foi um dia maravilhoso e perfeito como poucos.
Boa noite :)

quinta-feira, Julho 17, 2014

E antes que me esqueça, apenas um apontamento, como diz a outra

Optimus Alive:

- Três dias de festival é muito, pro ano vou só um dia e vou ter de escolher muito bem antes de ir. Fiquei toda podre logo no primeiro dia, e se no segundo me arrastei, no terceiro estava a ver que saía de lá de maca.

- Cerveja Heineken é uma merda, sabe a mijo, não presta, não é nacional, e estou farta dela até aos olhos. Pra mais a única alternativa era Sagres Radler, preta (quase inexistente), ou sem alcool. Nem uma porcaria duma torneirinha da Sagres, pá! E o vinho era Casal Garcia.... esqueçam, esqueçam, andei completamente sóbria três dias que me fez muito bem.

- Porque acham que as garrafas de água com tampa podem ser projécteis, só vendem garrafas de água pequenas de 25 cl e SEM tampa! Passei-me. Quem é que manda um penalti de 25 cl de água? E se eu quiser aplaudir um concerto, como é que eu faço?! Com uma mão na garrafa aberta e outra a bater na cachola? Palhaços.

- O palco dois dá dez a zero ao palco um. Mas quem é que se lembra de por a porcaria da tenda dos martelos mesmo ao lado? Havia concertos que se ouvia o tungs tungs tungs ao lado. Não se faz senhores da organização, não se faz. Tststststs.

- A quantidade de crianças com menos de 18 anos deu-me cabo do sistema nervoso. Não só me senti velha, como tive espasmos de dor quando vi miúdas de 13 anos maquilhadas, a fumar, e em histeria. Também os vi muito comportadinhos, todas de mochila às costas, com cartazes cheios de I love yous, e muitos telemóveis, e muito nariz empinado, e muito... iguais? Sim, todos muito iguais a fazerem um esforço imenso por serem diferentes.
Mas não é isso ser-se adolescente?

- As miúdas de hoje em dia têm pernas até ao cú, estas crianças de hoje são altas pra cacete e têm pernas que nunca mais acabam! E lindas, todas muito bonitas. Que inveja meu!
E os miúdos de 20 anos de barba, pareciam ter quase 30, foi difícil... foi difícil... não me sair um "este gajo é podre" quando os vi, era preciso quase uma lupa pra garantir que não me estava a envergonhar.

- O palco comédia é muito fixe, vi o Salvador Martinha e o António Pedro Borges e gostei. Acima de tudo eu gosto quando eles ficam sem texto e começam apenas a dizer o que pensam, sem terem as piadas feitas. Eu sei que não é possível estar sempre a improvisar, mas é de longe o melhor momento de qualquer um deles. Também gostei muito do ambiente do palco comédia, era bem giro e relaxado.

- Os melhores concertos e músicos: Parov Stelar, Elbow, Sam Smith (muito bom mesmo) Imagine Dragons, Foster the People, Temples, Daughters (excelentes), Au revoir Simone e a surpresa do último dia, Chet Falker num fabuloso one man show, o homem toca, canta, põe música, dança, fala com o público, é duma simpatia a toda a prova, foi cinco estrelas.


E pronto, este fim de semana é o Super Bock Super Rock mas eu estou "atestada" pro verão e agora quero é Out Jazz Festival nos jardins de Lisboa.
Até pro ano Optimus, foi giro. Vê lá se pro ano em vez de seres NOS Alive, passas a Sagres Alive, ia curtir muito mais milhões! (isto já não se diz, certo crianças? Tão ultrapassada que está a tia Sofia, tstststs)



Tenho o cérebro feito em......

fanicos :)
Tenho andado ausente, não por falta de assunto, mas por falta óbvia de tempo.
Estou a fechar um projecto que me tomou os últimos 9 meses, e se tudo correr bem, hoje "fecho a loja" e vou tirar um dia pra me recompor de 14 horas de trabalho consecutivas diárias na última semana. Tenho o cérebro feito em ... caca, vá.
Mas apesar do cansaço, não podia estar mais satisfeita com a minha vida actual, e continuo em altas e a transbordar de felicidade por todos os poros da minha pessoa.

Primeiro porque a minha casa parece o metro em hora de ponta, que é uma coisa que me apraz enormemente, é raro o dia em que janto sozinha, acho que desde que cheguei isso deve ter acontecido umas 3 ou 4 vezes. A casa fica no centro da cidade e é muito perto do trabalho de imensos amigos meus, e reforcemos que são os meus melhores amigos há muitos anos. Há sempre alguém que passa à porta e que sabe que eu cá vivo e decide tocar à campainha pra me desafiar pra uns caracóis ao fim dia, ou pra me dar um beijinho, ou pra almoçar, ou pra ajudar, ou pura e simplesmente porque passou e decidiu dar duas de treta.
E às vezes vêm mais que um, e somos 8 e vamos jantar ao tasco no fundo da rua enquanto vemos a bola e mandamos um caneco abaixo. Pra mim estes momentos são o sinónimo de felicidade em estado puro, nada me deixa mais feliz que receber pessoas em casa e sentir que as pessoas se sentem bem dentro destas 4 paredes.

Segundo porque finalmente a minha mobília chegou neste domingo, e por isso já consigo sentar mais de duas pessoas à mesa! E voltei a ter televisão e sofá, e por isso agora já posso ver coisas como esta maravilha da natureza que foi ver um gajo com cara de papalvo a fazer um barbacue dentro de um Chevrolet antigo no Travel channel e ter assuntos, sei lá, pra falar com as pessoas, escrever no blog, coisas master, certo?
Agora só me falta arrumar as coisas e montar os móveis, que a minha casa parece um armazém, mas tudo se resolve, é só ter um tempinho....tipo hoje?

Terceiro, porque o puto do projecto está finalmente acabado e os meus chefes deram-me finalmente a oportunidade de fazer algo que é da minha vontade e que há uns 3 anos que desejo por em prática, e acho que vai ser um processo de aprendizagem extraordinário, tudo feito remotamente, debaixo do sol de Lisboa e do calorzinho que se expande na minha varanda.

Quarto, já conheço os vizinhos todos, os senhores dos cafés e das lojas aqui ao pé, já toda a gente sabe quem é o Bitoque (é o maior e o mais gordo, por isso distinguem-no, além disso toda a gente adora o nome) e os meus bonecos são mimados por toda a gente que passa por eles na rua, até quando estou a malhar caracóis na esplanada. E eu já conheço o senhor Sebastião, o Senhor João, a Dona Otília e a Dona Fátima, e já sei onde é que há o melhor frango no churrasco e o melhor café, e sinto-me......como nunca me senti na Holanda..... sinto-me EM CASA.

Agora vou ali montar um sofá e uma mesa e já venho, sim? Quando tiver pronto eu faço outro "Querido mudei a casa" :)




quarta-feira, Julho 16, 2014

Temples, Imagine Dragons, Elbow e Parov Stelar

Que se lixe o palco principal, o palco secundário é que é!
Gostei de Temples
Adorei Elbow
Apaixonei-me por Parov Stelar
O que eu curti ao som destes últimos, o que eu dancei, foi espectacular!!
Desta vez fui contra o meu princípio de fotos e videos em concertos e filmei um bocadinho pra por no blog pra poder ouvir depois mais tarde.
Espero que gostem, hoje há mais, mas hoje levo o carro fonix, que ontem vim a pé do Optimus até ao CCB e hoje tou que nem posso!

Entrada




O palco Heineken (palco 2)



O palco comédia

O melhor da noite, sem dúvida: Parov Stelar



Parov Stelar



Elbow



Elbow






Imagine Dragons



Imagine Dragons

quarta-feira, Julho 09, 2014

COISA NOSSA - I LOVE PORTA DOS FUNDOS

SUBORNO - I LOVE PORTA DOS FUNDOS

Eu sei que foi muito mau...


Sete a um é algo que não se faz nuns quartos de final. A Alemanha devia ter parado de marcar aos 4 golos como sinal de respeito pelo povo que os recebeu pra Copa do Mundo. Foi mesmo muito doloroso ver aquele jogo até ao fim.
Mas há que rir com os Brasileiros e o sentido de humor deles é genial! Em segundos circulavam estas imagens e outras, e eu, confesso, que chorei a rir com a do Hitler a jogar playstation.
Lamento mesmo muito Brasil, como diziam os meus amigos Brasileiros: "sem escola, sem hospitais e agora sem futebol". Ninguém merece.






terça-feira, Julho 08, 2014

Nestas promessas eu acredito!


Evolução da perspectiva de um emigrante sobre a sua aventura migratória





DIÁRIO DE UM ARGENTINO EM TORONTO, LEGENDADO EM PORTUGUÊS



Ontem mostraram-me este vídeo, e chorei a rir.

Long story made short, eu identifiquei-me imenso com o Argentino.

No início são tudo rosas, estamos cansados da monotonia do nosso País, estamos fartos do sol, da chuva, das montanhas e do mar, e só apreciamos a beleza e a diferença do novo País.

Com o passar do tempo, aquilo que inicialmente achavamos bestial passa a ser um martírio e aquilo que dispensamos no passado, passa a ser a coisa mais maravilhosa do mundo.

É claro que o vídeo não é real, e a história é contada por um comediante brilhante, mas é tão semelhante à passagem de qualquer um de nós pela história da emigração, que não pude deixar de partilhar.

sexta-feira, Julho 04, 2014

I so freaken LOVE MY LIFE!!

Cockpit Bar na Av Sacadura Cabral em Lisboa, grandes gins e boas tapas e a minha nova rede brasileira na minha magnifica varanda de Lisboa.
Oh God, I really love my life!
Obrigada universo por este pedacinho do céu!

terça-feira, Julho 01, 2014

Fingers crossed. Esta lei tem de passar amanhã, sem falta.

É mesmo importante que as pessoas compreendam as consequências de maltratarem um animal, de o abandonarem ou de pura e simplesmente o negligenciarem.
Também é muito importante a denúncia.
Se virem situações destas ou presenciarem um abandono, principalmente agora no verão, tirem uma foto à matrícula do carro, à pessoa em questão, e denunciem-na.

"O projeto de lei do PSD pretende punir os autores de «quem, sem motivo legítimo, infligir dor, sofrimento ou quaisquer outros maus tratos físicos a um animal de companhia», com «pena de prisão até um ano ou com pena de multa até 240 dias».

Em caso de morte do animal, a punição é até dois anos de prisão ou uma pena de multa até 360 dias.

O aditamento ao Código Penal proposto pelos sociais-democratas contempla ainda pena para quem abandonar animal de companhia, sendo a moldura penal prevista com pena de prisão até seis meses ou multa até 120 dias."
http://www.tvi24.iol.pt/503/sociedade/companhia-tvi24-criminilizacao-animais-ultimas-noticias-maus-tratos/1562323-4071.html

E não julguem que são só os "pobres de espírito" das pessoas sem educação que fazem disto, a senhora Doutora é bem capaz do mesmo, e o senhor Engenheiro também, gente sem alma e sem coração encontra-se em qualquer lado, em qualquer estrato social.

Enquanto esta lei não é aprovada e eu não posso fazer umas quantas denúncias pendentes, desejo, de alma e coração,
do mais fundinho do meu ser,
com todas as minhas forças,
que todos aqueles que têm um cão preso numa varanda sem água ou sem comida,
que aqueles que se recusam a passear o animal na rua por falta de tempo e o trancafiam dentro de portas e depois lhe batem quando ele rói alguma coisa,
que o ignoram ou se limitam a alimentá-los sem qualquer tipo de interacção, como se estivessem a tratar dum porco pra matança, deixando-os expostos às intempéries sem clemência,
que os arrastam em automóveis e os espancam,
que lhes desejam a morte,
desejo mesmo muito, muito, que estas pessoas tenham uma morte lenta e dolorosa, que a vida lhes corra efectivamente mal, que o azar as persiga continuamente, e que tenham violentas doses de caganeira diária.
Já agora, este meu desejo é extensível a todos quantos maltratam crianças de qualquer idade, em qualquer número e grau.
Expliquemo-nos: vocês não deviam viver, tenho dito.

segunda-feira, Junho 30, 2014

Tou toda podre! Enquanto me lembrar desta não mudo de País outra vez!

E se não fosse a Luna e a Lena a ajudarem-me a embalar, estava bem quilhada! Obrigada meu anjos da guarda!
Agora é só meter esta m... no camião e cruzar os dedinhos pra que haja gente pra me ajudar a por isto no dito cujo, e a tirá-lo pra fora na minha casa nova de Lisboa. E depois disso não mudo de País outra vez enquanto me lembrar deste pincel!!! Apre! 


Lágrimas rolam pela minha face na hora da despedida...

....NOT!!!
Lisboa, my love, I'm on my way!
Tô chegando!

Nota/post: 
Mil desculpas aos que ainda permanecem na Holanda, eu sei que é muito feio "contar dinheiro ao pé dos pobres" como se diz na minha terra, mas é que realmente já dei tudo o que podia dar de mim como emigrante e quero meeeesmo muito estar o mais que puder em Portugal e o mínimo possível na Holanda. E se há coisa de que fujo é deste clima pavoroso, que me deprime, me deixa melancólica e que me exige 3 camadas de roupa em pleno verão. Quando acabei as mudancas este fim de semana, tive a certeza absoluta de ter fechado um enorme capítulo da minha vida, e quero mesmo muito comecar um novo, na minha casa nova, com os meus bichinhos (de quem estou roxa de saudades), perto da minha família e dos meus amigos antigos e "novos", com novas aventuras e muito muito sol. Daí esta alegria toda por estar prestes a enfiar-me no avião rumo a ... CASA.


terça-feira, Junho 24, 2014

É unânime!

Esta semana estou em Amesterdão e o consenso é total: estás diferente! Não é só o cabelo, é a tua cara, deixaste de estar cinzenta! 
Comé qué? Come again?
Pois aparentemente, antes de ir de férias em Maio, estava tão mal que de pálida passei a cinzenta. Tinha um ar doente (tive um ataque de asma, por isso confere!) e infeliz (juro que não percebi) e estava uma pilha de stress.
O extreme make over que prometi comecou, primeiro pelas sobrancelhas (Yoggi, és a maior!), depois pelas roupas e acto seguido, pelo cabelo que sofreu uma mudanca radical. Além disso apanhei sol na rua (juro que ainda não fui à praia!), perdi 4 kilos (mas já recuperei 2!), e ... já não pareco o monstro das bolachas à beira dum colapso!!
Por isso mandaram-me ficar em Portugal quanto tempo for preciso porque dá gosto ver-me tão bem!
Já vos disse que adoro os meus chefes? ;)
O certo é que me sinto excelente, embora esta semana esteja um bocadinho rabujenta por ter que vir a Amesterdão...não é que eu não goste de cá vir de visita, mas sinto-me como se me tivessem tirado um chupa da boca! Agora que eu estava a desbundar Lisboa, tive que cá dar um salto, pra mais pra embalar a casa (tou farta de mudancas!), e pronto... foi mesmo a coisa de "a la menina mimada": não me apetecia!
Mas não tenho nada de que me queixar! Até tem estado bom tempo e tudo, lucky me ;)
Ah, já agora uma nota, hoje descobri que na Holanda também há betos! Acho que se diz kakers...se alguém souber como se escreve que se acuse, por favor.
Eu sabia que havia zonas melhores e mais chiques pra viver, aliás, a minha antiga casa aqui em Amesterdão era numa zona super-in, como me disse uma vizinha uma vez: the new Paris of Amsterdam! Wuuuhuuuhuu :))
Mas não sabia que também se identificavam uns aos outros pela roupa (aqui os miúdos também vestem Abercrombie & Fitch e Sport qualquer coisa que agora não me lembro), se jogam hóquei e/ou ténis, mas muito menos imaginei que separassem betos de não betos, por quem foi e não foi pra Universidade. 
Quando de repente penso que são parecidos connosco em algumas coisas, de repente deparo-me com uma diferenca abismal: pouca gente vai pra Universidade na Holanda.
Como diria o Fernando Pessa: e esta, hem?

PS: levei o meu secador pra Portugal e os meninos cá de casa não têm secador... O meu cabelo está mais giro que na foto, made by Mummy, mas não há como ultrapassar a falta dum bom secador ;)

quinta-feira, Junho 19, 2014

Viva Sua Majestade el Rey Filipe VI

 No cabeleireiro da minha Mãe nunca entrou a Nova Gente, nem a Caras, nem a TV Guia, nem a Maria, nada que não fosse a HOLA!
A minha Mãe nasceu na fronteira e nunca quis ser Portuguesa. Sempre quis ser Espanhola. Achava (e acha) que nós não temos glamour, que não nos sabemos arranjar como as Espanholas, cuja vestimenta era copiada como manda o figurino, pela Dona Camilinha, e envergadas a contra gosto por mim e pelo meu irmão. A minha Mãe estava-se a cagar pra moda Portuguesa, sempre teve na mente a vida e a moda Espanhola, a que via nas revistas, e que fez com que o meu irmão fizesse a primeira comunhão vestido à marinheiro, mesmo sem nunca ter navegado uma onda, o único num grupo de 100 miúdos que comia a hóstia pela primeira vez. Nós só não éramos Espanhóis por um azar do destino, por isso na cabeça dela, podíamos sê-lo o mais possível.
Por isso mesmo, chamou-nos Sofia e Carlos em honra à Rainha Sofia de Espanha e ao Rei D. Juan Carlos.

Não fazia (nem faço) ideia da vida dos Portugueses "socialites", não sabia quais os actores  e famosos que se tinham agarrado ao cavalo, os que se tinham divorciado ou quem tinha morrido. Não fazia ideia do que se ia passar no Roque Santeiro na semana seguinte, porque lá em casa a religião era única: el HOLA!
Eu só sabia quem era o Filipe, a Elena e a Cristina, a Stephanie e a Carolina, "a da Suécia", e ainda o Júlio Iglesias e a Isabel Pantoja.
Todo um sem número de principes e princesas, e famosos espanhóis, que sempre tratei por tu, e sobre cuja vida me actualizei, religiosamente, uma vez por mês, durante mais de 20 anos.
Quando eu era miúda, aí pelos 13 ou 14 anos, tinha um fraquinho pelo Principe das Astúrias, o Principe Filipe.
São só 8 anos de diferença, e aos meus 14, o moço tinha cara de cachopo apesar dos 24 anos e ar de quem saiu do Top Gun. Como é que uma adolescente pateta não ia sonhar com este rapaz?




Muito bom aspecto minhas amigas, olhinho azul, sorriso imaculado e alto, tal e qual como eu gostava. Sonhava com o mocinho, não porque fosse Príncipe e eu tivesse algum dia o complexo da Princesa, mas porque o homem, passo a expressão, era bom todos os dias!



E o Princípe Filipe foi crescendo, sem namorada fixa, até ao dia que encontrou a sua Letícia, e a essas alturas já me tinha passado a tonteira há muito :)
Continua um charme aos 45 anos de idade, e espero de coração que não saia ao cabrão do Pai que comeu tudo o que mexia a vida inteira.



Hoje foi coroado Rei, e eu fiquei muito contente porque apesar de nunca o ter conhecido pessoalmente, ficaram-me uma vida de recordações - que a tudo indica, chegam pro constituir como uma pessoa inteligente, sensata, reservada, bem disposta e comedida - e a vontade que este rapaz chegasse a Rei duma nação tão estranhamente dividida para a fazer verdadeiramente única e mais tolerante.

Majestad, les deseo a si y a su familia, las mayores felicidades como Rey y Reina de España.

Arriba España!

Vivan los Reyes!!!!

Lisboa, 19 de Junho de 2014





terça-feira, Junho 17, 2014

O cúmulo do regresso

Estou tão habituada a viver fora, que me esqueci que o meu irmão vive na mesma cidade que eu! Ainda nem lhe liguei pra sair ou jantar, nem lhe pedi ajuda pras mudancas. Mas o cúmulo mesmo foi só me ter lembrado que ele cá vivia quando vi uma foto no FB dele a dancar na Graca nos Santos!!
Vá lá que isto é de família, ele também só se lembrou que eu agora vivia em Lisboa a meio da noite dos Santos porque passou pela nossa antiga casa na Graca :)))
A sério que isto não é normal! :)))

segunda-feira, Junho 16, 2014

O melhor café que já tomei nos últimos anos

Na Pastelaria Santa Cruz, na Avenida de Roma, no número 20.
A loja em si é minúscula, mas os bolos são todos feitos em casa nitidamente e tem umas bolas de carne em formato de muffins que são de comer e chorar por mais!

E têm um café com aroma de canela que é absolutamente soberbo.
O café é Açoreano, torrado num forno de lenha, e já inclui o aroma de canela. De repente toda eu me senti reconfortada, desperta, de bem com a vida (não que eu costume estar de mal com ela, mas é só pra enfatizar a coisa), coração quentinho, e tudo isto com UM café expresso.
Têm aqui cliente pra vida!
Ou isso ou vocês dizem-me onde é que posso encontrar o café Heredia com sabor a canela à venda no continente....eu não quero mais café nenhum, só aquele!

quinta-feira, Junho 12, 2014

Está certo ou está errado?

Ora a cena é a seguinte:

Está um carro a buzinar há uns bons 15 minutos seguidos. O carro está estacionado atravessado, encostado a uma árvore, todo torto, nitidamente enfiado à Lisboeta no espacinho onde coube. Dentro do carro está um senhor a quem caiu o cabelo num processo de quimioterapia, com uma máscara, a buzinar como se não houvesse amanhã porque tem o carro entalado e não consegue sair do lugar onde o parou. Não porque o tenham entalado à má fila, os outros carros estão bem estacionados. O dele é que foi arrumado à campeão.
Ao telefone, está uma senhora que ligou para a polícia para virem remover os outros carros, again, bem estacionados, porque tem um paciente oncológico dentro do carro que não consegue retirar do lugar onde estacionou como pode.
A pergunta é simples e a resposta complexa: têm estes senhores o direito de chamar a polícia para rebocarem carros correctamente estacionados por um deles ter uma doença grave?

Enquanto esperam pelo resto dos post sobre Marrocos, e porque rir é o melhor remédio, aqui ficam algumas bacoradas encontradas nos exames nacionais

EXAMES NACIONAIS - ainda dizem que não há criatividade!

História

  • Lenini e Stalone eram grandes figuras do comunismo na Rússia.
  • Quando os egípcios viam a morte a chegar, disfarçavam-se de múmia.
  • O pai de D. Pedro II era D. Pedro I, e de D. Pedro I era D. Pedro 0.
  • O Convento dos Capuchos foi construído no céculo 16 mas só no céculo 17 foi levado definitivamente para o alto do monte.
  • A História divide-se em 4: Antiga, Média, Momentânea e Futura, a mais estudada hoje.
  • Na segunda guerra mundial, toda a Europa foi vítima da barbie nazi.
  • Antes mesmo da guerra a mercedes já fabricava volkswagen.
  • Na Idade Média os tratores eram puxados por bois, pois não tinham gasolina.
  • A fundação do Titanic serve para mostrar a agressividade dos icebergs.
  • A luta greco-romana causou a guerra entre esses dois países.
  • O Marechal António Spínola é conhecido principalmente por estar no dicionário.
  • A idade da pedra começa com a invenção do Bronze.
  • Os escravos dos romanos eram fabricados em África, mas não eram de boa qualidade.
  • Ao princípio os índios eram muito atrasados mas com o tempo foram-se sifilizando.
  • Nas olimpíadas a competição é tanta que só cinco atletas chegam entre os dez primeiros.

Biologia, Geologia, Ciências Naturais, Psicologia

  • O cérebro humano tem dois lados, um para vigiar o outro.
  • O cérebro tem uma capacidade tão grande que hoje em dia praticamente toda a gente tem um.
  • Quando o olho vê, não sabe o que está a ver, então ele amanda uma foto elétrica para o cérebro que lhe explica o que está a ver.
  • O teste do carbono 14 permite-nos saber se antigamente alguém morreu.
  • O índice de fecundidade deve ser igual a 2 para garantir a reprodução das espécies, pois precisa-se de um macho e uma fêmea para fazer o bebé. Podem até ser 3 ou 4, mas chegam 2.
  • O verme conhecido como solitária é um molusco que mora no interior, mas que está muito sozinho.
  • O hipopótamo comanda o sistema digestivo e o hipotálamo é um bicho muito perigoso.
  • A água tem uma cor inodora.
  • O porco é assim chamado porque é nojento.
  • O tabaco é uma planta carnívora que se alimenta de pulmões.
  • A trompa de Eustáquio é um instrumento musical de sopro, inventado pelo grande músico belga Eustáquio, de Bruxelas.
  • Parasitismo é o facto de um gajo não trabalhar e viver à ‘pala’ dos outros, de dinheiro, cigarros e outros bens materiais.
  • Ecologia é o estudo dos ecos, isto é, da ida e vinda dos sons.
  • A baleia é um peixe mamífero encontrado em abundância nos nossos rios.
  • As aves têm na boca um dente chamado bico.
  • Cada vez mais as pessoas querem conhecer a sua família através da árvore ginecológica
  • As constelações servem para clareficar a noite.
  • O telescópio é um tubo que nos permite ver televisão de muito longe.
  • Pedofilia é o nome que se dá ao estudo dos pêlos.
  • A homossexualidade, ao contrário do que todos imaginam, não é uma doença, mas ninguém quer tê-la.
  • Newton foi um grande ginecologista e obstetra europeu que regulamentou a lei da gravidez e estudou os ciclos de Ogino-Knaus.
  • A Bigamia era uma espécie de carroça dos gladiadores, puchada por dois cavalos.


Geografia

  • A Terra vira-se nela mesma, e esse difícil movimento chama-se arrotação.
  • O sul foi posto debaixo do norte por ser mais cómodo.
  • A Terra é um dos planetas mais conhecidos e habitados do mundo.


Matemática, Física e Química, Economia

  • O metro é a décima milionésima parte de um quarto do meridiano terrestre e para o cálculo dar certo arredondaram a Terra!
  • Uma tonelada pesa pelo menos 100Kg de chumbo.
  • Para fazer uma divisão basta multiplicar subtraindo.
  • Princípio de Arquimedes: qualquer corpo mergulhado na água, sai molhado.
  • Uma linha reta deixa de ser reta quando encontra uma curva.
  • O piloto que atravessa a barreira do som nem percebe, porque não ouve mais nada.
  • Em 2020 a caixa de previdência já não tem dinheiro para pagar aos reformados, graças à quantidade de velhos que não querem morrer.

terça-feira, Junho 10, 2014

I love Porta dos Fundos

Nike Futebol: O Último Jogo - BRUTAL, MUST SEE!

A Transavia perdeu um gato dentro do aeroporto de Schiphol, alguém consegue ajudar?

Isto é ridículo e se fosse um dos meus animais, já tinha armado um fuzué de tal forma que até os porteiros de Schiphol me haviam de conhecer!
Como é que é possível deixarem um animal fugir?!?!?
Infelizmente obrigaram a Cidália e o Pedro a mandarem a gata pro porão, e a gata fugiu quando chegou ao aeroporto.
Está dentro das instalações do aeroporto, mas a Transavia escusa-se a procurar a bicha como deve ser.
Deve estar aterrorizada, coitada.
Se alguém conhecer pessoas que trabalhem no aeroporto de Schiphol e que possam ajudar, por favor contactem a Cidália e o Pedro, ou mandem-me um email que eu ponho-vos em contacto com eles.
Muito agradecida pela vossa bondade e coração,
Sofia


segunda-feira, Junho 09, 2014

Mais feliz é impossível

Confesso que até tenho medo de tanta felicidade junta.
Dizer que estou nas minhas sete quintas é pouco.
Hoje estive com os meus Pais e com o meu irmão em Fátima, finalmente voltei a poder estar presente nos momentos importantes, aqueles que se carregam na alma e justificam a nossa existência.
Já não houve chamada telefónica ou facetime, houve PRESENÇA. 
Estive presente, coisa que não acontecia há seis anos. Soube a mel. Soube a pataniscas com arroz de tomate, o almoço no Manjar do Marquês em Pombal (recomendadíssimo a quem por lá passar). Soube a casa.
Soube a Petzi, ao Kruk,ao Bitoque e à Juicy, todos juntos, também eles uma família. Soube a tanto... Soube tão bem. 
Soube a vida social e familiar recuperada e não apenas de fugida.
Sou muito abençoadinha, graças a Deus.
Saberá sempre a muito e não a pouco.
Voltem, deixem-se de tretas, Portugal é o sítio onde querem estar. Ponham uma data, preparem o regresso, vão ver que vale mesmo muito a pena.
A vida são dois dias e os nossos Pais não caminham pra novos, é tudo muito rápido, as carreiras são muito fugazes, o tempo e as saudades, esses voam e matam-se. 
Voltem, deixem-se de hesitações. Palavra de Andorinha: vai valer a alma, o coração quente e uma alegria que não tem medida.
Como a da Petzi a levar com o vento quente de Lisboa.

sexta-feira, Junho 06, 2014

Há net no metro e há Teatro em Português

A minha alma está parva, HÁ FREE WIFI no metro!! Wow!! Muito à frente!

E hoje reato a ligação a uma das minhas paixões: o Teatro.
A Maria João fez 40 anos e eu achei que uma ida ao Teatro pra ver a peça "40 e atão?" era a prenda ideal. E hoje vamos matar saudades, eu do Teatro e ela das saídas comigo que estavam estacionadas há 6 anos.
Seja esta a primeira de muitas peças em Português, que eu faço questão de "lamber" todas as que puder!
Amanhã há mais mudanças, mais malas desfeitas, espero que menos compras (que hoje estraguei-me inteirinha no CI, no IKEA e no Mediamarkt - obrigadas ao meu mano pela prenda de natal que bem me valeu!). Domingo já durmo na casa nova, oh yeah! 
PS: já viram que prevêem 32 graus pra sexta-feira?

quinta-feira, Junho 05, 2014

Coisas de que já não me lembrava

- O povo tem alergia a piscas; 
- O povo estaciona em segunda fila constantemente, logo a faixa mais à direita é absolutamente intransitável;
- O parquímetro só aceita moedas;
- A tourada que é estar constantemente aflita porque o parquímetro vai acabar e a Emel odiada vai passar;
- As scuts que são um pincel, pra não dizer outra coisa;
- Das Tias todas muito morenas, cheias de colares e pulseiras, imeeeeensa cor e mala de marca, e que nos tratam por você;
- Das lojas dos Chineses;
- Dos velhotes do comércio tradicional com cara feroz e preços astronómicos, que ficam zangados e de trombas quando não lhes compramos nada;
- Das poias de cão no meio da rua que pisamos se não formos a olhar pro chão;

Agora as coisas boas:

- Do céu azul brilhante e que ilumina a alma e os sorrisos;
- De falar com as crianças na rua que querem brincar com os meus cães;
- De falar com os Pais, Tios e Avós das crianças que brincam com os meus cães;
- De saber o nome da Senhora do Café, da Padaria, da Pastelaria e da Farmácia do bairro;
- De conseguir pedir desculpa e ver do outro lado a cara a mudar de carranca pra simpatia e um sorriso;
- De conseguir explicar exactamente o qu quero e conseguir comprar exactamente o que quero;
- De fazer piadas e que me entendam ou ouvir piadas e efectivamente compreendê-las;
- De sair à rua só de t-shirt e um casaco atado à cinta e passar o dia todo de manga curta a maldizer a hora em que trouxe o casaco;
- De usar sandálias um dia inteiro;
- De estacionar sem ser em espinha;
- De poder comprar minis e frango no churrasco ao virar da esquina;
- De passar numa rua e ver toda a gente cá fora, o comércio aberto e a bombar música cá fora, gente a passar, a tomar café e a dar um passeio com os filhos...às dez da noite! É a loucura :)))
(O que é que se passa hoje pros lados da Avenida de Roma que aquilo estava a fortíssimo?)
- De receber ajuda de pessoas que nem sequer conheço e que se ofereceram pra vir fazer arrumações chez Sofia;
- De abraçar e ser abraçada com força, com verdadeira saudade;
- Das minhas "irmãs" sempre presentes, uma que alombou caixas, a outra que me imprimiu documentos, tantas saudades que eu tinha de ter as minhas broas por perto...
- De conhecer os filhos das minhas amigas;
- Do pragmatismo e da sinceridade das minhas broas, a quem não tenho que dar três horas de explicações sobre porque mudei de ideias e fiz assim e assado;
- Das pessoas que me recomendam a pessoa A pra fazer B e a pessoa C pra fazer D. No meio da rua e desinteressadamente;

É difícil explicar a facilidade com que voltei a integrar-me nesta cidade, quem nem é a minha de nascença, mas que me recebe de braços abertos, cheia de sol e de luz. A reacção que eu mais temia era com os cães, mas foi totalmente o contrário do que eu esperava. Foi dez vezes melhor! Como tenho 3 cães, pra mais brancos, sou um circo ambulante, toda a gente repara neles, e PARAM pra lhes fazer festas, dizer olá, perguntar a raça, apresentam-se, falam dos deles, brincam com o Bitoque trapalhão e acham o máximo quando a Juicy dá uma lambidela à criança distraída, e dão festas à Petzi. Ainda não os passeei sem interagir com duas ou 3 pessoas por passeio. Assim qualquer um chega a Lisboa e permanece firmo e hirto na sua convicção: só volto a sair daqui com uma grua!!!

terça-feira, Junho 03, 2014

E hoje, em modo lusco-fusco...

....fui fazer uma "micro-perninha à Candeia, com cães e tudo! E miúdo algum percebeu a minha idade, logo eu que já tenho mais 20 anos que eles :))
Obrigada Vanessa babe, és uma querida!
E a minha vizinha do segundo andar veio-me dar as boas vindas com uns biscoitos com o seu rebento de 10 aninhos. Tão bom tanta energia boa!

segunda-feira, Junho 02, 2014

Podre

Das 14:30 às 19:15:
- levantar livrete do carro
- ir à Emel pedir o dístico do carro
- ir passar a água pra meu nome
- ir passar a luz pra meu nome
- comprar a via-verde pro carro

Estou literalmente: podre de cansada.
E ainda tenho que ir buscar o telemovel Tuga a casa do mano daqui a uma hora.
Às 22 chegam reforcos, abencoadinha seja a minha Tininha!
Amanhã há mais, comeca às 8 a limpar a casa.
Chamar a isto férias é um completo absurdo.
O que vale é que é tudo por uma boa causa!!

Eh pa, não me lixem!

O homem Português é o homem mais bonito "do mundo mundial"! Tenho dito!

domingo, Junho 01, 2014

Primeiras impressões de Lisboa

Vi o Paulo Pires na rua e ele ficou banzado a olhar pros meus 3 cães: o meu charme agora é canino.

Tá uma brasa fabulosa, quase derreto a limpar o carro: a minha retencão de líquidos vai c'os porcos numa semana.

Fui ao Lidl fazer compras e comprei esfregonas mas não havia cabos: afinal há coisas que também são como na Holanda. Mas quando vi a peixaria na entrada e quando andei a passar pelos congelados e vi lulas e marisco e peixe com cabeca quase chorei. 

A minha casa antiga está nas mãos de 3 miúdas que não se conheciam: são tão limpas e tão esmeradas a cuidar a casa, dão-se tão bem as 3, que fiquei cheia de vontade de ser amiga delas também :)

Os meus cães ainda não roeram a mobília da Ana e já deram mais passeios a pé comigo num dia que em 2 na Holanda: e eu de chinela no pé e vestido.

Oh glory days! Oh glory days...

sexta-feira, Maio 30, 2014

On my way: Nantes


É giro, mas a Lena assistiu a um assalto dentro da hamburgueria onde ela estava a comprar o jantar e saiu de lá a abanar que nem gelatina. E eu ainda lhe perguntei se estavam a matar a vaca, ao que ela respondeu: tu não viste o que se passou pois não?
Depois relatou o episódio que foi marado qb, uma espécie de filme francês, com o cozinheiro a perguntar-lhe, logo depois do assalto à loja: mas quer bife? É que o frango já acabou?

Estanos ambas finas e ilesas, não nos levaram nadinha nem sequer abordaram, mas a miuda não ganhou pro susto :)